No presente ano letivo o Serviço de Psicologia do Agrupamento de Escolas Lousada Oeste imbuídos no espírito do projeto República dos Jovens e do Projeto Escola anti- Bullying, candidatou-se ao programa de promoção de valores democráticos "Justiça para Todos".
Selecionaram-se duas turmas, a do 12ºB (línguas e Humanidades) que participaria com alunos a desempenhar o papel de advogados e do ministério publico, e a turma do 9ºB, que desempenharia a representação do caso de Bullying, com o papel de vítima, agressores e testemunhas do caso. As escolhas tiveram em conta as preferências dos alunos pela área de direito (no caso do 12º ano) e por isso, a possibilidade de experienciarem, a idade dos alunos (no caso do 9º ano), e a estimável participação e envolvimento dos diretores de turma.
Assessorados pela Dr.ª Isabel Correia do o Instituto Padre António Vieira, tomamos conhecimento da dinâmica da ação, estudamos os documentos e manuais fornecidos, e contactamos organismos locais que nos poderiam dar a assessoria indispensável para colocarmos o plano em prática.
Contactamos a GNR de Lousada e o seu comandante Carlos Silva, que desde o primeiro minuto nos ofereceu o suporte e segurança que precisávamos para arrancar. Juntamente com os agentes Bruno Ventura, Madalena Sousa e Joaquim Ribeiro ofereceram aos alunos verdadeiras lições de cidadania, e orientaram-nos na construção do caso, trazendo para o mais próximo do real, contribuindo na formação de equipas na distribuir dos papéis, no ajustamento do cenário das agressões e na elaboração das peças processuais necessárias para o julgamento, no caso, seis autos que nos permitiram estudar e apresentar o caso em tribunal.
Acompanhou-nos durante todo o processo a Dr.ª Sónia Ferreira e a Dr.ª Andreia Pinto na representação da ordem dos Advogados e que muitos contribuíram para o sucesso deste programa, disponibilizando o seu conhecimento como advogados tutores responsáveis por aconselhar-nos durante a fase de preparação da argumentação defesa/acusação e no dia da simulação. (A Dr.ª Sónia alternava ora na defesa ora na acusação e assessorava os miúdos que ali, até pareciam graúdos!)
A organização deste julgamento pela meritíssima Juiz Carla Martins e pela Dr.ª Ana Mendonça representante do Ministério Público, começou antes do dia do julgamento. Potenciaram a aprendizagem de questões relacionadas com a justiça e direitos humanos, direitos e deveres dos cidadãos, com exemplos práticos, partilharam saberes e conhecimentos valiosos, e acima de tudo, potenciaram aos nossos alunos uma experiência significativa, inesquecível.
O Julgamento ocorreu no dia 17/4/2018 às 14.30h
Um trabalho digno de registo, desde a formalização da queixa com a colaboração total da GNR, à instrução dos alunos pela Ordem de Advogados, com a colaboração da direção, dos professores e do coordenador do projeto República dos Jovens, e Ordem dos Advogados. No dia 11/06/2018 numa entrevista ao DN a propósito do prémio alcançado no concurso nacional "Escola Amiga da Criança", os alunos fizeram uma referência muito positiva à sua participação neste projeto, refletindo que esta experiência ficará para sempre nas suas memórias.
Na falta de palavras que melhor descrevam o que sentimos,
A todos o nosso mais sincero agradecimento♥

Projeto Justiça para Tod@s

O "Projeto Justiça para Todos" é um Projeto de promoção dos valores democráticos colocando a Educação para a Justiça e o Direito (em especial os Direitos Humanos, direitos das minorias e não discriminação) como ferramenta cívica fundamental num Estado-de-Direito. Consiste numa simulação de um caso em Tribunal, dirigidas a jovens desta comunidade e insere-se no âmbito da nossa República de Jovens. Na sequência deste projeto foi convidada a participação da GNR para levantamento da Ocorrência, e sessão de esclarecimento sobre casos de Bullying em contexto real. A este organismo juntou-se a Ordem dos Advogados para elucidar os nossos alunos acerca de direitos e deveres. 

Isabel Correia